domingo, 22 de abril de 2018

A verdadeira escuta


A escuta é uma abordagem de humildade, em que colocamos o outro antes de nós mesmos. Os grandes narcisistas não escutam bem, e nos momentos em que estamos ansiosos, eufóricos ou tomados por muitas preocupações autocentradas, não somos capazes de escutar com qualidade. Embora, às vezes, possamos fingir escutar!
Na escuta encontram-se três mecanismos fundamentais: o respeito pela palavra alheia, o deixar vir e a capacidade de se deixar tocar. Respeitar a palavra é primeiramente não julgar o que o outro diz enquanto o escutamos. É muito difícil! Automaticamente, tendemos a formar um julgamento: apreciamos ou não, concordamos ou não, achamos que está certo ou errado. É difícil impedir que esse julgamento venha à mente, mas toda vez que o percebemos podemos nos dar conta e nos desapegar dele, para voltar de melhor maneira possível a uma verdadeira escuta.[...].

Christophe André - psiquiatra, pioneiro na introdução da meditação na psicoterapia.


In: ANDRÉ, Christophe; JOLLIEN, Alexandre; RICARD, Matthieu. O caminho da sabedoria: conversas entre um monge, um filósofo e um psiquiatra sobre a arte de viver. São Paulo: Alaúde Editorial, 2016. p. 111-112.



Pintura de Dante Gabriel Rossetti (1828-1882)

sexta-feira, 30 de março de 2018

Notas de Aromaterapia: Alecrim


Patrícia Davis em seu livro Aromaterapia nos ensina como evitarmos a fadiga mental:

Qualquer dos óleos essenciais classificados como estimulantes ou cefálicos pode ajudar a reduzir a fadiga mental, embora seja uma grande imprudência usar qualquer um deles em excesso. [..].
Os óleos de Alecrim, Hortelã-Pimenta e Manjericão são os mais utilizados para essa finalidade, sendo que, entre eles, sempre considerei o de Alecrim o mais útil, apesar de conhecer pessoas que têm grande confiança no de Manjericão. Um banho com 6 gotas de óleo de Alecrim será maravilhoso quando acordarmos já exaustos pela manhã, sabendo ter pela frente um dia árduo. A Hortelã-Pimenta é mais usada na forma de chá, o que é bem mais seguro do que o uso de chá forte, de café para nos ajudar durante uma longa jornada de trabalho.
Um dos meus métodos favoritos para manter-me alerta e com a mente desanuviada consiste em colocar 12 gotas de óleo de Alecrim em um vaporizador de óleos essenciais situado sobre a minha escrivaninha. Em circunstâncias em que isso não é possível, como quando estamos ao volante durante uma longa vagem, podemos colocar uma única gota de Alecrim em cada pulso, de modo que, ao movimentarmos as mãos, o vapor seja liberado para que o inalemos. Às vezes recorro a esse método quando estou escrevendo. [...]".

FONTE: DAVIS, Patricia. Aromaterapia. São Paulo: Martins Fontes, 1996. p. 187.


Alecrim (Rosmarius officialis).
William A.R. Thomson. Guia Práctica ilustrada de Las plantas medicinales. 1978.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Coragem: uma qualidade inata da alma


Sucesso, saúde e sabedoria são atributos naturais da alma. A identificação com pensamentos e hábitos debilitantes, bem como a falta de concentração, perseverança e coragem, são responsáveis pelas tribulações devidas à pobreza, à má saúde, etc.
Você paralisa sua faculdade de buscar o sucesso com pensamentos de medo. O sucesso e a perfeição tanto da mente quanto do corpo são qualidades inerentes ao homem porque ele foi feito à imagem e semelhança de Deus. Para revindicar esse direito de nascença, porém, devemos primeiro nos livrar da ilusão de nossas próprias limitações.[...].
Um novo dia é uma oportunidade nova, para o ego humano, de empreender mais e mais ações heroicas. Enfrente cada pessoa e cada circunstância no campo de batalha da vida com a coragem do herói e o sorriso do conquistador. O que quer que se atravesse em seu caminho ou exija sua atenção tem de ser considerado um dever. O dever não é imposto ao homem por um poder superior. Ele é o impulso da vida rumo ao progresso. Negligenciar o dever é fonte de males que podem ser evitados pela sabedoria.
Não se relacione com pessoas que se queixam o tempo todo da vida. Essas pessoas podem arruinar sua espiritualidade recém-desperta, que lembra uma plantinha tenra crescendo dentro de você. Evite-as e tente ser sempre feliz, não importam as circunstâncias. Deus não se revela a ninguém que não esteja feliz e contente.

YOGANANDA, Paramhansa. Como ter coragem, serenidade e confiança: a sabedoria de Yogananda /Paramhansa Yogananda. São Paulo: Pensamento, 2012. p. 13-15.

Cattleya grandis var tenebrosa. warner,
R.; Williams, B. S. The orchid album, v. 1897, 1887.
www.plantillustrations.org


segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

A busca da felicidade no lugar errado


Buscar a felicidade fora de nós mesmos é como tentar agarrar uma nuvem. A felicidade não é uma coisa: é um estado mental. Precisa ser vivida. Nem o poder mundano nem os esquemas de ganhar dinheiro poderão jamais captar a felicidade. A inquietação mental resulta de uma percepção voltada para fora. E essa inquietação significa que a felicidade sempre se mostrará esquiva. O poder temporal e o dinheiro não são estados da mente. Uma vez obtidos, apenas diluem a felicidade. Com certeza não a podem concentrar.
Quanto mais dispensamos nossas energias, menos poder nos sobra para aplicar a um empreendimento específico. Os hábitos envolventes da preocupação e do nervosismo brotam de profundezas abissais no subconsciente, lançando tentáculos à volta de nossa mente e eliminando de vez toda a paz interior que porventura tenhamos desfrutado.
A verdadeira felicidade nunca será encontrada fora do Eu. Quem a procura ali age como se estivesse à cata do arco-iris em meio às nuvens!

YOGANANDA, Paramhansa. Como ser feliz o tempo todo: a sabedoria de Yogananda. São Paulo: Pensamento, 2008. p. 11.


Babianas.
The Floral Magazine, Londres, nov. ser.  v. 2, 1878.
www.biodiversitylibrary.org

domingo, 12 de novembro de 2017

O poder da bondade e simpatia


Cultivar a bondade e a benevolência para com toda a criação é uma atitude de grande importância para o progresso.
A bondade alarga o horizonte da consciência e produz uma expressão maior de vida.
Ela produz também a tendência a manifestar as melhores qualidades e nada realiza um aumento tão grande no poder interno como o emprego das melhores qualidades possuídas.
Tanto a alma como a mente tendem a desenvolver seus poderes por meio dos atos de uma bondade genuína.
Na realidade, ninguém pode receber as maiores riquezas internas sem dar, pela atitude de bondade, tudo o que já possuía de qualidades pessoais.
Quanto mais derdes à humanidade, pelo cumprimento dos encargos de vossa situação, mais as vossas forças, poderes e capacidades se desenvolverão e mais recebereis da ilimitada fonte interna.
Essa é uma lei da qual nem o materialista pode escapar.
Entretanto, essa dádiva de vossa parte só é real quando é feita de coração, sendo então uma expressão de vossas forças para um grande objeto.
Para que a vossa atitude de bondade e benevolência seja real, é preciso que façais tudo o que vos compete fazer com grandeza de alma e com sentimento de profunda bondade e benevolência para com tudo o que exige o vosso cuidado e atenção.
A bondade leva à simpatia, pois que ela desperta em vós uma compreensão íntima da natureza real das coisas.
A atitude de simpatia está sempre ligada à bondade e benevolência, sendo também um estado mental de grande importância. [...].

CAMAYSAR, Rosaris. O despetrar da alma. São Paulo: Editora "O Pensamento", 1934. p. 91-92.

Azalea indica var. variegata.
 Paxton´s Magazine of Botany, and Flowerin Plants. London. v.7, 1841.
www.biodiversitylibray.org

sábado, 11 de novembro de 2017

Ressonância


A gratidão torna as pessoas agradáveis. Gostamos de conviver com pessoas gratas. A gratidão é uma condição para que eu possa efetivamente encontrar o outro e também queira isso. Não gosto de me abrir diante de uma pessoa ingrata. Tenho a impressão de que minha abertura não produz nenhuma ressonância. A gratidão é a base da ressonância sobre a qual acontecem as conversas e encontros. Por isso, o sentimento de gratidão é vital para uma boa comunidade. A gratidão é a expressão concreta de que eu aceito o outro, de que estou feliz por ele estar na minha comunidade. Esses sentimentos devem ser expressos para que se mantenha o bom nível emocional em uma comunidade.

GRÜN, Anselm. Deixe as preocupações de lado e viva em harmonia. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. p. 99-100.


Alstroemeria pulchella var pilosa.
 Edwards´s Botanical Register. v. 17, 1831.
www.biodiversitylibrary.org

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Felicidade


Se alicerçamos nossa felicidade sobre coisas e pessoas, ficamos completamente vulneráveis a essas mesmas coisas e pessoas. Se queremos atingir a felicidade, não devemos procurar como muleta a companhia de alguém, pois nesta estrada, caminhamos a sós, utilizando as próprias pernas.
Estar feliz é um estado de espírito. Se nossa mente está em uma condição de tumulto e agitação, conflito e revolta não lhe vão proporcionar felicidade. Ser feliz significa ter tranquilidade n´alma.
Quando nos sentimos firmes, estáveis e verdadeiramente seguros, deixamos que os ouros pensem como queiram e sejam eles mesmos, sem tomarmos parte em algo que não nos diz respeito. Passamos a viver sem tentar conciliar tudo e todos; sem objeções, resistências ou protestos.
Sejamos donos da nossa própria vida. Isso é tão importante e reconfortante que bem vale o esforço.
Para ser feliz, não dependemos de considerações e atitudes de outra pessoa. Também não dependemos de entrega ou entusiasmo, atenção ou zelo por parte de um ente querido. A felicidade não pode apoiar-se em fatos e comportamentos alheios fora de nosso alcance.
O indivíduo feliz alicerça as bases de sua alegria de viver sobre si mesmo, escutando seu íntimo e guiando-se pela voz da consciência.
Todos nós queremos atingir o topo da montanha, mas a possibilidade só ocorre para os que decidem escalá-la.

HAMMED (Espírito). A busca do melhor. Psicografado por Francisco do Espírito Santo Neto. Catanduva, SP: Instituto Beneficente Boa Nova, 2016. p. 60-61.


Tulipas.
 Album van Eeden, 1905.
www.biodiversitylibrary.org