domingo, 27 de novembro de 2016

Amor-Perfeito (Pensamentos)


Amores-perfeitos eu te envio enquanto o ano ainda inicia,
Amarelos como o sol, púrpuras como a noite;
Flores de recordações, com afeto sempre cantadas
Por todos os mais radiantes filhos da luz;
E se na recordação vivem pesares
Por dias perdidos e sonhos não realizados,
Digo-te que a flor "salpicada de negro âmbar"
Ainda é o perfeito amor que os poetas conheceram.
Absorve toda a doçura de um presente inesperado
E retribui-me as flores com um pensamento.
 
Sarah Doudney
 
 
 
 
 
 
"A palavra inglesa para amor-perfeito é pansy, uma adaptação do francês pensée, que significa "pensamento". As pessoas costumavam enviar essas flores para que seus entes mais próximos e queridos se lembrassem delas. As pequenas plantas aveludadas com que os ingleses enfeitam seus jardins no verão começaram a ser reproduzidas na Inglaterra em tempos vitorianos a partir do amor-perfeito silvestre. Acreditava-se que essa pequena flor com uma face sorridente fosse uma poção de amor, e foi por causa dela que Titânia se apaixonou por um asno na comedia Sonho de uma Noite de Verão de Shakespeare. [...]".
 
 
 
 
 
 
A LINGUAGEM das flores. São Paulo: Melhoramentos, 1992. p. 74-75.




Nenhum comentário:

Postar um comentário