segunda-feira, 18 de julho de 2016

Girassol


Não, o coração que amou de fato jamais esquece,
Mas continua amando até o fim,
Como o girassol volta para seu deus, quando ele se põe,
O mesmo olhar que lhe dirigiu quando ele nasceu.
 
Thomas Moore (1779-1852)
 
 
 
 
 
 
 
 
"O girassol certamente tem o direito de sentir-se altivo, pois ele é, sem dúvida, a planta mais alta do jardim. Seu tamanho, porém, não é seu único trunfo, pois cada parte da planta é utilizada de alguma forma: as sementes, para alimentação e fabricação de óleo e sabão; as folhas e talos, para forragem e para confecção de tecidos, e até mesmo como substitutos para o tabaco.
O nome do gênero Helianthus vem de duas palavras gregas, helios, que significa "sol", e anthos, que quer dizer "flor". Ele foi venerado como símbolo do sol pelos incas do Peru e, mais tarde, pelos índios norte-americanos. Existe uma lenda clássica de que Clytie, uma ninfa da água, foi transformada em girassol depois de morrer de desgosto pela traição de Apolo, o deus-sol.
Entre outros nomes, incluem-se margarida-do-peru e sol-índio, mas um dos melhores é mesmo "girassol", porque as flores de fato viram suas cabeças para seguir o curso diário do sol de leste a oeste".
 
A LINGUAGEM das flores. São Paulo: Melhoramentos, 1992. p. 98.
 
 
 
Pintura de Claude Monet (1840-1926).
 O jardim do artista em Vetheuil



Nenhum comentário:

Postar um comentário