domingo, 5 de junho de 2016

Margarida


Se eu pudesse ser uma flor,
A margarida eu gostaria de ser:
Suavemente fechando as pétalas
No sossego do entardecer;
E ao despertar pela manhã,
Acolher o sol que do céu vem
Quando cai o primeiro orvalho,
Que é lágrima do céu também.
 
Anônimo
 
 
 
A margarida é a flor das crianças, que adoram colhe-la para fazer ramalhetes e cordões. Na Inglaterra também é conhecida como favorita das crianças, e na Escócia, como Bairn-wort, flor infantil. Se uma garotinha colher um punhado de margaridas com os olhos fechados, o número de flores no ramalhete representará o número de anos que faltam para se casar. As jovens sempre tiram a sorte despetalando a margarida e repetindo o refrão: "Bem me quer, mal me quer".
Margarida em inglês, daisy , significa "o olho do dia". A flor justifica esse nome, pois abre-se com a luz do dia e, quando o sol se põe, dobra de novo as pétalas, como se fosse dormir.
 
In: A LINGUAGEM das flores. São Paulo: Melhoramentos, 1992. p. 32.
 
 
 
Pintura de Fredreick Morgan  (1847/1856–1927)
A Linguagem das flores. 1992


Nenhum comentário:

Postar um comentário